» sexagésimo sétimo

Não era noite, nem a antítese desta.
O intermédio sobrepunha-se aos limites permitindo-lhe diambular incógnito por entre as ruas de Lisboa. Colocou a mochila ás costas e meio trôpego, pontapeteou as pedras da calçada até chegar a Manchester. Subir escadas era o que mais lhe custava.
Á porta, a criatura alada que o esperava, já sentada. Lembrou-se que havia outra porta onde isso já não acontecia.

Pediu permissão e atravessou para o outro lado.

Anúncios

6 responses to “» sexagésimo sétimo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s