» centésimo quarto



E os calendários de bolso com homens despidos?
Onde é que eu encontro desses?


imagem minha
Outubro 2012

Anúncios

» centésimo segundo


Escravidão, em Revista (In)visível – Edição Um

«O número Um da Revista (In)visível propõe ampliar a perspectiva sobre a escravidão. Nossa interpretação é escapar das visões amarradas no tempo histórico. Procuramos alargar o olhar sobre os diferentes enquadramentos teóricos e populares que têm dominado e marginalizado as interpretações deste fenómeno. A proposta é tratá-lo sem delicadezas etimológicas. Assim, acreditamos que será possível apresentar aos leitoras e leitoras um percurso mais desnudado da dureza da sua empiria social.»


imagem [aqui]
formato digital da revista [aqui]

» nonagésimo nono

Em tempos, apareceu alguém que disse:
«Um conselho…não baseies as tuas relações, de amizade ou outras, apenas nas tuas coisas, no que tu gostas, nas coisas que te possibilitam tornar o centro das atenções.
As pessoas acabarão por se enjoar e depois desaparecem…»

A interpretação, por escrito, apareceu meses depois:
«Há coisas que não se dizem a ninguém e há uma frase que não consigo esquecer, por mais tempo que passe: – “Com esse feitio não me admira que as pessoas se fartem de ti e te deixem”. Percebo que num momento de raiva se possa ser louco ao ponto de dizer tudo o que nos passa pela cabeça, mas não terá o passado qualquer peso?»

Sejamos loucos, e certos de que nada ficou por dizer!
E nem vale a pena falar de peso, que em excesso só faz é mal e ainda assim chegava para dar e vender…


imagem [aqui]